Logo Abeas - APROVADA PNG.png

A Associação Batista de Educação e Ação Social – ABEAS - nasce frente às prementes necessidades sociais que cercam seu sócio fundador, a Primeira Igreja Batista em Jardim Camburi (PIBJC) que, movida pelo Espírito Santo, utiliza-se da solidariedade, da compaixão e do respeito ao próximo, em especial aos necessitados a fim de prover-lhes inclusão e/ou defesa social, melhoria das condições de vida e capacitação para uma vida digna na sociedade.

 

Para esse fim, antes mesmo da fundação dessa Associação, o fundador já prestava tais serviços à sua comunidade sempre em caráter beneficente. Entretanto, para potencializar seus projetos, em comunhão com o ordenamento jurídico brasileiro, funda a ABEAS.

 

A ABEAS não tem confissão religiosa, embora entenda que o aperfeiçoamento do homem ocorre através da elevação de sua alma ao Céu, e que através disso o homem, de fato, aperfeiçoa sua própria existência social, cívica e psíquica. Sendo assim, essa Associação nasce com a missão de aproximar os homens do Criador, de si mesmos e dos seus semelhantes através da solidariedade e da civilidade.

Também, a Associação compreende que através do trabalho voluntário se desenvolve a misericórdia e, por conseguinte, a valorização do homem enquanto indivíduo. Portanto, configura-se como âncora da Associação, com vistas a suas finalidades, a promoção e utilização do voluntariado.

 

Nesse aspecto, a ABEAS compreende que o voluntariado não compete com o trabalho remunerado nem com a ação do Estado, e que a sua função não é cobrir falhas nem apenas compensar carências, mas como sociedade participante e responsável, capaz de agir por si mesma e não esperar tudo do Estado. Contudo, essa postura não exime os voluntários de cobrar também do governo aquilo que só ele pode fazer.

Para essas finalidades é que a ABEAS surge. Visando não somente ao tempo presente, mas também para toda a posteridade enquanto houver mazelas e usurpação sociais, essa Associação se valerá como agente de vanguarda em defesa do ser humano e da sociedade democrática, igualitária, não segregacionista, não preconceituosa e com liberdade de expressão e religião.